Arquivo | março, 2009

Que filhos da PUC!

30 mar

Gente, a cada dia fico mais perplexa com a falta de noção dos meus colegas da faculdade. Não me julgo melhor do que os outros, mas acredito que um pouco de bom senso e maturidade não faz mal a ninguém. Não sei como muitos têm a coragem de entrar na sala de aula com mais de 1h de atraso. Também não entendo porque alguém vai para a faculdade calçando havaianas. Liberdade? Para mim, é uma imensa falta de respeito com o professor, com a instituição e, o pior, consigo mesmo.

Hoje, na aula de Mídias Locais, o Profº. Adair Rocha conduziu um debate interessante sobre as iniciativas da mídia para elevar a auto-estima das comunidades e favelas, levantando a seguinte questão: “Por que só se fala em melhorar a auto-estima dos cidadãos que vivem nas comunidades carentes? Algum de vocês, que estudou em colégios como o Santo Inácio, CEL ou Santo Agostinho, já recebeu ajuda nesse sentido?”. Em outras palavras, ele quis dizer que as propostas da mídia para resgatar a auto-estima das pessoas que vivem na periferia dos grandes centros urbanos são fruto de uma visão assistencialista e dominadora.

No momento em que uma garota decidiu intervir na discussão, todo o papo-cabeça escorreu por água [oxigenada] abaixo: “O que tem o Santo Agostinho? Eu estudei a minha vida inteira nesse colégio e tenho horror aquilo lá. Quase fui molestada várias vezes, por muitos padres safados!!!”. Agora, gente, o segundo que sucedeu sua última frase foi memorável! Todos se entreolhavam como estranhos, completamente chocados com o comentário nonsense da garota. Eu até achei que o problema dela fosse falta de bom senso, mas logo descobri que é idiotice mesmo. No fim da aula, a molestada-girl confessou sua felicidade pela condenação da dona da Daslu porque agora, sim, acredita que haverá uma verdadeira democratização das peças da loja. (!!!)

Para o mundo que eu quero descer, pelo amor de deuso! Burrice me irriiiiiiiiiiiiiiiitá-tá!

 

RECORTAÇÕES PARA NÃO ESQUECER JAMAIS

Fátima entra no ônibus, ostentando aquele barrigão de quase sete meses de gravidez, entrega o RioCard ao motorista e entra pela porta traseira do ônibus. Quando consegue “estacionar” a mochila e a barriga estrategicamente no meio do busão lotado, o motorista desliga o carro e grita para todo mundo ouvir: “Tem uma grávida no ônibus! Não saio daqui enquanto ela estiver em pé”. Os passageiros dos bancos da frente se curvaram para ver a gestante e os que estavam atrás continuaram a olhá-la. Da janela, vendedores ambulantes gritavam: “Vamos levantar, vamos levantar, pessoal!”. Uma senhora cedeu seu lugar e Fátima caiu dura no banco, completamente envergonhada.

 

FUTILIDADES URGENTES

Shannon V., no MopShots

Gente, o que foi a cara da tia Nilzete ao ver o meu cabelo curto como o de um anjinho?! Foi a motivação que faltava para tomar vergonha na cara e deixá-lo crescer novamente. Fiquei inspirada e visitei o MopShots – site que mostra vários cortes de cabelo em 360º. O serviço é interessante, mas decepciona a quem tem cachinhos como eu. Só encontrei UM look verdadeiramente cacheado, o da foto lateral. Agora, se você tem o cabelo lisão, corraaaaaaaa! rs

Finalmente o WordPress colocou o widget do Twitter para funcionar. Yupiiiiiiiii! Agora vocês podem acompanhar tudo o que eu estiver fazendo durante o dia. (Como se o meu dia-a-dia fosse super interessante… Tá, deixem-me acreditar, por favor! Hauhauauah).

Como consigo dormir e roncar em vinte minutos, viajando da Gávea até a Barra? o.O

Preciso muito de uma foto decente, embora acredite que o meu problema seja feiúra mesmo.

Preciso começar a leitura dos livros “Cidade Partida”, de Zuenir Ventura, e “Cidade Cerzida”, de Adair Rocha, com aquela urgência do tipo pra ontem!

O aniversário foi devidamente comemorado ontem com o Príncipe, muita comilança no La Mole e tour pelas vitrines do Barra Shopping! \o/

 

Beijokas e pipokas!

Anúncios

iReporters discutem o futuro do portal colaborativo

26 mar

Estava acompanhando um chat promovido pelo iReport com o objetivo de conhecer o que os usuários desejam ler no futuro. Se iReport soa como grego para você, saiba que o portal colaborativo da CNN ainda não é popular no Brasil.

No iReport, as notícias são publicadas pelos usuários do site. Não há edição, controle ou checagem dos fatos. Apenas as histórias marcadas como “On CNN” foram aprovadas pela rede para utilização na cobertura jornalística da CNN.

O que a CNN batizou de “site user-powered” o mundo classifica como Jornalismo Cidadão. No bate-papo desta tarde, um comentário me fez perceber que o reconhecimento do trabalho dos usuários é um item básico para pensarmos em conteúdo colaborativo na web: um dos iReporters que contribui com conteúdo exclusivo de Jerusalém, em Israel, informou que “era desconcertante notar que seu país não aparecia, à primeira vista, nos mapas do iReport”. Isso nos mostra que uma falha aparentemente tão trivial pode tornar negativa a experiência do usuário com um site.

 

ÚLTIMAS FUTILIDADES

# Hoje é dia de festa aqui na Globo.com. A empresa completa 9 Anos de vida, distribuindo chocolates e brindes para dividir o sucesso com todo  time. Parabéns!

# Recebi minha carteira de trabalho hoje. Isso significa que logo será possível abrir a conta no Itaú para ganhar minhas jujuba$! U-hu

# Estou com vontade de comer pizza. Muuuuuuuuuuita pizza!!

 

PENSAMENTO DO DIA

 

Beijokas e pipokas!

É hora de dar tchau!

25 mar

São 19h aqui na Globo.com. Do nada, um computador começa a tocar aquela musiquinha do Tiny Toon. Na tela, a mensagem: “Vaza, galera!”. hauhauauha AMO-MUITO-TUDO-ISSOOOOO!!!

Beijokas e pipokas!

Retrospectiva do sprint

25 mar

“Em dias de retrospectiva, a Globo.com fica completamente vazia. Todos os times se reúnem no auditório para bater um papo sobre o último sprint. Como não acompanhei essa rodada de trabalho, não participei do encontro. Fiquei a maior parte do tempo aqui sozinha e concentradíssima na pesquisa de um projeto futuro.”

ÚLTIMAS FUTILIDADES

# Não acordei muito bem hoje. Estou gripando aos poucos… =/

# E adivinhem o que ganhei do meu Príncipe? Uma linda mochila Targus – Blackpack Berry para levar o Noturno sempre junto comigo. A-DO-REI! ^.~

# Tá certo que nunca gostei de comemorar meu aniversário (29/3). Principalmente, por saber que as pessoas que convivem comigo não se importam em festejá-lo. Talvez se alguém se importasse, eu gostasse…

# Não consegui abrir a conta-salário no Itaú. Minha identidade está com a data de validade vencida. A carteira de trabalho ainda está com o DP. Não tenho como receber… Tákiiiiipa! =/

# Gente, gente, vocês já viram as meias-calças coloridas e estampadas dessa coleção Outono/Inverno??! Comprei uma roxa com bolinhas brancas super cute cute na Renner e outra absurdamente pink na Marisa. Ai, ai, ai… Eu preciso de toooooodas!

Beijokas e pipokas!

Um método mais que brilhante

24 mar

A entrevista de estágio para a Globo.com foi realizada numa sala de reuniões com um imenso quadro branco cheio de post-its. A minha santa ignorância deduziu logo: “Também teremos uma dinâmica de grupo?”. A risada foi geral e uma das entrevistadoras me ajudou a clarear as ideias: “Essa coisa aparentemente louca chama-se Scrum. É um método ágil de desenvolvimento de softwares”. Ahhhh, agora sim… Mas, gente, aquele matemático John Nash já fazia isso há anos! Não lembram do filme Uma Mente Brilhante?! A diferença é que ele escrevia nas janelas e paredes.

“Scrum é uma abordagem simples aplicada ao gerenciamento de tarefas complexas”. DANILO BARDUSCO – Globo.com

Pelo pouco que já aprendi, principalmente através do blog de Guilherme Chapiewski, pude perceber que com esse método é possível aumentar a produtividade das equipes, maximizar resultados e reduzir custos e burocracias. Comecei ontem o estágio hiper ansiosa para colocar a mão na massa.
FUTILIDADES URGENTES

# Gente, o que é o massageador de cabeça que estacionou na minha mesa?! Uma delícia: relaxa e faz sorrir! Não sei se é meu porque não rolou assim uma entrega oficial… rs Vou aproveitá-lo muito bem enquanto o verdadeiro dono não aparece. Acho que todo mundo aqui tem um desse, pois já vi em várias mesas.

# O que foi a minha “viagem” do Méier à Barra hoje? Put%que$pa*! Quase tive um piripaque por causa do lenga-lenga do 691.

# Hoje o Príncipe irá me entregar um presente de aniversário (29/3). É antecipado porque lá em casa todo mundo tem mania de dar presente antes da data… Somos muito ansiosos! Huauahua

# Eu juro que não vou mais na maldita lojinha de doces aqui do Città América. Ontem foram três pacotes de Mentos. Hoje, balas de coco, Sonho de Valsa e chicletinhos quadrados coloridos. A minha salvação é que não comi tudo… ainda.

# Preciso ir à faculdade, gente. Tenho que reunir forças para elevar o meu cosmo à potência máxima e, assim, acordar todo dia às 5h.
Beijokas e pipokas!

O golpe final

23 mar

Antes de mais nada, eu juro que o sumiço é perfeitamente explicável. E o motivo é apenas um: finalmente consegui reunir forças para dar um Cólera do Dragão na minha chefe. Elevei o cosmo à potência máxima, atingi o sétimo sentido e liberei o golpe, quer dizer, o pedido de demissão. Lamentando perder sua moleza no trabalho, além de todo tempo disponível para fofocas e intrigas, ela fez sua última tentativa: “Não tem como você pensar melhor nisso?”. Diante de sua fraqueza, fui obrigada a derrotá-la de uma vez por todas com o meu Dragão Voador, informando que aquele era o meu último dia de trabalho.

Quando saí da empresa, no início de março, ainda não tinha para onde ir. Foi um tiro no escuro, mas tinha certeza que sair de toda aquela energia negativa era um pré-requisito para que eu pudesse trilhar qualquer outro caminho. Após uma semana, a Globo.com me chamou para a vaga de estágio. Nem preciso dizer que isso foi um presentão de aniversário antecipado, né? =)

Na nova casa, terei grandes desafios, assim como nas casas de Contax, MJV, Full Pack, Itanhangá Golf Club, Efer, Video Clipping e Superclip. O maior deles, sem dúvida, é descobrir com o que irei trabalhar. No próximo episódio, explicarei isso melhor. Por enquanto, posso afirmar que me sinto hiper feliz e, finalmente, “encontrada”.

Ps.: Eu e o Príncipe estamos revendo todos os episódios do desenho animado Cavaleiros do Zodíaco. Já estamos quase chegando ao fim da primeira saga, a do Santuário. Ontem, meu preferido – o Shiryu de Dragão – iniciou sua luta mortal contra o Cavaleiro de Ouro Shura de Capricórnio. Isso significa que ainda virão muitos textos com expressões zodiacais. (Só porque não sou nem um pouco influenciável… rs)

Beijokas e pipokas!

Meu anel de brilhantes tem mais de um metro e meio de largura

1 mar

Daqui a exatos 28 dias, farei mais um aniversário. A proximidade da data me fez lembrar o presente que ganhei do Príncipe no último Natal. Ele é péssimo com surpresas e, ainda assim, insistiu em me preparar uma. Deve ter esquecido que namora a criatura mais curiosa e sem-vergonha do mundo.

Sem gastar muita saliva, consegui convencê-lo a fornecer pistas semanais sobre o presente. Só ouvi dicas superficiais, como: “é uma coisa surpreendente”, “tem mais de uma cor”, “você precisará avisar o seu pai”, “você viu isso outro dia” e “eu precisei conversar com meus pais”. A confusão começou quando resolvi dividi-las com duas amigas mais íntimas. De imediato, as animais tiveram certeza que eu estava prestes a ganhar um anel de brilhantes. Não satisfeitas, ainda afirmaram que o pequeno mimo viria acompanhado de um pedido oficial de casamento. A imaginação foi tão grande, que as duas já discutiam sobre a cor do vestido de madrinha de cada uma!

Os dias passaram lentamente até a chegada do Natal. É claro que ele não me daria o anel, mas também não sabia o que iria ganhar e a idéia das meninas não era ruim. Pontual como sempre, o Príncipe chegou lá em casa na hora marcada. Entrei no carro e logo voei no seu pescoço. Beijinho pra cá, abraço pra lá, mas estava a fim era de ver o presente. Quando olhei para o banco de trás, encontrei a surpresa: um “anel de brilhantes” com mais de um metro e meio de largura. Mentirinha! Era um belo exemplar da tela “Fluffy Friends”, do artista plástico Romero Britto.

Amei o presente e amo você, Príncipe.

Lição de hoje: Nunca deixe a sua intuição em segundo plano para seguir a dos outros. Ah, e muito cuidado com surpresas!

Ps.: Todas as dicas estavam corretas. O problema foi a interpretação. O quadro tem mais de uma cor. Aliás, toda obra de Romero é alegre e multicolorida. Meu pai foi avisado porque cheguei em casa com um embrulho imenso debaixo do braço. O Príncipe conversou com seus pais porque encomendou o pedido na loja e sua mãe precisaria recebê-lo na sua residência.

Beijokas e pipokas!